Pages

Seguidores do Rey

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

NÓS



Querido,

Quando estiver lendo essa carta, saiba que dei tudo de mim por nós. Nas noites frias te cobria e aquecia com o meu amor, te alegrava nos dias tristes com meu sorriso, e nos dias chuvosos pintava arco íris na sua janela, nos dias de cansaço levava ânimo e força para continuar, quando pensava em desistir o apoiava à seguir em frente. Quão burra eu fui por ter feito todas essas coisas, e simplesmente não ter cuidado de mim. Apenas vivi a sua vida, dei tanto de mim ao ponto de não sobrar nada para mim, cheguei ao ponto em que não conseguiria viver mais sem você. Você me disse "siga em frente", como o faria sem ti ao meu lado? Apenas pensou em si, não se preocupou com o final. E qual seria o final disso tudo senão esse? Queria levar flores no teu caixão e decorar teu velório, ou pedir para que fizesse isso no NOSSO por nós. Sempre por nós, em tudo. Agora faça por mim; pegue aquelas violetas de que tanto gostava e ponha sobre mim, não quero Letícia chorando diga-a que estou bem e que tudo ficara melhor, não há nada que não passe. Cuide do meu jardim, aquelas rosas vermelhas que estão a desabrochar merecem viver, dê um beijo na Ursula e peça mil desculpas por nunca ter contado-a o que realmente me acontecia; mande lembranças ao meu pai; e pra você eu deixo meu total DESPREZO.


Grata,
Fernanda.

- Nomes fictícios

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...