Pages

Seguidores do Rey

domingo, 25 de setembro de 2011

O que eu queria te dizer...

Você nem sonha que na sua falta eu deito na minha cama e me reviro de um lado para o outro somente esperando que você se lembre de mim, como também não imagina que eu fico na espreita olhando para o celular esperando qualquer sinal de vibro dele; qualquer sinal de vida sua. Quando me deito fico pensando que a última coisa que eu preciso na minha vida é você, mas por ironia você se tornou uma coisa indispensável, é como se eu respirasse você, vivesse você, ou não vivesse sem você. Às vezes tudo que eu queria era que você nunca estivesse entrado na minha vida, eu estava tão bem, mesmo que agora eu esteja melhor ao teu lado, é bom ter você, mas é horrível pra mim sentir a sua falta e não poder te dizer isso por medo de estar sendo demais, pela insegurança de estar te sufocando. Sei que em um relacionamento a gente tem que ter nosso espaço, e a gente se dá o "nosso espaço", acho que por isso temos tanta química e nunca nos desentendemos desde que entramos nesse barco, mas eu sou crianção ainda, no fundo sou carente de afeto, quero você pra mim todas as vinte e cinto horas do meu dia, queria poder te falar isso, mas também sou aquela criança pirracenta que não dá o braço a torcer, sabe?! Por minutos acho que você me ama menos, e até duvido do seus sentimentos sinceros por mim, e é aí que vem você e me desarma. Você me desarma dizendo que tem saudades, e que me ama, e eu fico sem saber o que fazer, o que falar, como agir, e é o momento no qual eu fico mudo, fico indiferente, fico fora de mim. Relacionamentos tem disso, mesmo que ambos estejam na mesma sintonia, no mesmo andar, no mesmo patamar, sempre terá o que sente mais, o que demonstra mais, o que é ruim com as palavras e é bom com atitudes, sempre terá, mas amor é isso, e daí? é por isso que a gente entra em um, não é pra se arriscar? correr perigo, sentir o friozinho na barriga?! A gente dá aquilo que a gente espera de volta, é como emprestar dinheiro, eu te empresto vinte reais, e quando você vem me devolver, por mais que eu diga "Não precisa, pode ficar pra você." lá na frente eu vou te cobrar, vai ter um momento que eu vou te lembrar. Desculpem-me pelo trocadilho, mas vocês me entenderam. Posso ser neurótico, dramático, orgulhoso, ciumento, tudo... Mas é porque eu te amo, nunca conseguiria ser menos isso tudo por você. Queria te escrever isso tudo agora, neste momento, do meu domingo (25 de setembro às 18:26 horas) no qual você sumiu o dia inteiro e não me deu nenhum sinal de vida, apenas disse que está com saudades e que me ama, e que dormiu o dia inteiro, ficou de me ligar quando terminasse de fazer as coisas no "pós-descanso" e até agora nada. Eu me deitei e me contraí na cama até agora desejando dormir e acordar somente amanhã, tentei deixar meu celular desligado, tentei não pensar em você, mas por você eu não consigo, não consigo ser indiferente quando o meu tudo nesse mundo é você. E você sabe, que eu já te disse, que enquanto eu não falo o que me incomoda eu não consigo dormir, descansar, relaxar. Não consigo, e não quero falar pra você, então escrevo aqui na esperança de que quando eu terminar a última letra e colocar um ponto final eu consiga assim dormir.

Sem mais.

6 comentários:

  1. Muito bom... Muita criatividade para escrever esse texto e também força de vontade...

    ResponderExcluir
  2. Geralmente eu sou ruim com palavras, em demonstrar... Mas isso não quer dizer não sentir, as vezes pessoas assim são as que mais sentem... Sentem amor, saudade, ausência, carência..

    ResponderExcluir
  3. Quantos dias já fiz isso. Passar o dia querendo não ligar... Muito bom o texto. Gostei muito.

    ResponderExcluir
  4. Expressou muito bem seus sentimentos nessas palavras, achei bastante criativo também.
    =]

    ResponderExcluir
  5. Nossa, um texto tanto criativo quanto emocionável, bonito, lindo.. e corajoso!
    http://lollyoliver.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  6. Gostaria que as pessoas fossem mais especiais.
    Nos escrevemos esses textos e pensamos o quanto somos manobrados pelo sentimento e pelo apego ao que nao nos quer, mas na verdade isso nao passa de egoismo.
    Simples eh perceber nossa dor de saudades quando o outro nao liga.
    Mas quantos ja nao choraram por nos?
    a grande questao nao esta em o que fazer para nao sofrer dessa angustia, por que so temos o que merecemos.
    Podemos dedicar mais energia em pensando em nao fazer o outro sofrer.
    quantas vezes voce tb ja nao ignorou o outro?
    Se cada um de nos planejassemos como nao machucar o outro, a lei do retorno seria mais branda conosco...

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...