Pages

Seguidores do Rey

domingo, 19 de agosto de 2012

Acontece nas melhores famílias



Tá. Você tá saindo com aquele carinha que é um fofo com você. Te dá carinho, te liga pra dar bom dia, boa noite, boa tarde, boa tudo. Se preocupa com você, te cobre a noite para não sentir frio, desliga o ar condicionado do carro, e transpira feito um corno só porque você odeia aquele frio artificial.

Senta para lanchar naquele trailer mais furreco do mundo, para comer lanche de rua, só porque você se amarra, e acha muito mais saboroso que qualquer BOB’s e McDonalds da vida. Te chama de gatinho, e te lembra o tempo todo o quão foda você é, e o quão interessante é seu jeito maluco. Tudo isso gera expectativas, você já se imagina subindo no altar com o talzinho, e cria vários sonhozinhos na sua cabeça maluquinha. (Tudo no diminutivo mesmo!)

Daí num desses dias enquanto ele te leva em casa, você com toda sua ingenuidade decide retribuir, e abre a maldita boca – que deveria ter ficado fechada – e solta a maldita palavra “Estou curtindo nossos momentos juntos”. E ele com aquele riso de canalha filho da puta, coça a cabeça, aperta os olhinhos para te olhar e te avisa “Só não apaixona, tá, gatinho?” E você sente aquele frio que te rasga do cu até a ponta do último fio do seu cabelo. Respira fundo, e balança a cabeça concordando. Afinal, ele se lembrou de te avisar tarde demais.

É nessas horas que você chora a falta de coragem de socar a cara do desgraçado!



5 comentários:

  1. Gostei bastante do texto.
    Essa situação é um desastre. O mundo desaba nesse momento.

    ResponderExcluir
  2. Obrigado pela visita no meu canto. Achei bastante intenso esse post! Tá muito legal e bom mesmo! Abraços!

    ResponderExcluir
  3. É. A paixão tem dessas coisas. Boa sorte no próximo romance, cara.



    http://umlivroqualquer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. O foda é que essa porra acontece assim mesmo. Se não quer que alguém se apaixone não trate essa pessoa como se ela fosse única no mundo. Se não quer que se apaixone, não demonstre carinho. Se não quer que se apaixone, deixe tudo bem claro, antes de começa qualquer coisa. E não quando está tudo num balaio de gato.

    Adorei teu texto e aproveitei pra vir aqui, pra agradecer o comentário super fofo que você deixou lá no Infinita Liberdade.

    Obrigada.

    Um grande beijo, Misunderstood.

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...