Pages

Seguidores do Rey

segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Feliz ano novo. Só que não.




Último dia do ano. São quase meio dia, o que quer dizer que daqui a doze horas todo mundo estará pulando, estourando champanhes e vibrando com os fogos que, por sua vez, avisa que o novo ano chegou e que é hora de começar tudo novo de novo.

E isso é tão melação de cueca, um blá, blá, blá cansativo e um clima de correria chato pelas cidades. Não tem nada que eu odeie mais que os meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro. Primeiro que em Dezembro todo mundo só se fala em Reveillon, antes fosse o Natal o TOP 1 comentado neste mês, mas não, o mais importante é o último dia do ano. É a virada. Aquela conversação chata de “O que eu vou vestir? Onde eu vou passar? Com quem eu vou passar? Fulano diz que essa cor traz isso, Ciclano diz que essa cor traz aquilo”. Dá vontade de revirar os olhos dá um tapa na cara do ser humano que solta essas frases, e gritar em seguida: Vão todos caçar serviço. Que saco!!!

Quando é que se vestir de Amarelo vai te fazer mais rico, e vai te trazer dinheiro se você se contenta com o patamar que você exerce hoje?! Quando é que se vestir de vermelho vai te trazer paixão se você se contenta com o filho da puta, pé rapado, ignorante, e sem ambição que você tem do seu lado neste exato momento? Quando é que se vestir de verde vai te trazer esperança se você é um tremendo pessimista?
Odeio rótulos, amo quebrar regras, talvez esse seja o mal de todo aquariano, ou talvez não, eu sei lá. Só sei que hoje eu trocaria/daria a minha vida para passar a virada deitado na minha cama dormindo. Tudo que eu quero hoje é sossego, sem aquela aglomeração de gente, aquele monte de gente que nem te conhece e te deseja um bom ano, aquele monte de abraço suado, aquela sarro na multidão, empurra empurra, pisação de pé nas festas de virada. Ai que preguiça.

Outra ponto são as mensagens em massa te desejando “feliz ano novo”, não sou obrigado a respondê-las, o indivíduo vai no google ou pega a primeira mensagem fofinha que recebeu copia e cola e manda pra todos os contatos. Essa é a hora que eu nem leio a mensagem, já dou logo ESC, ou simplesmente deleto,  e sem responder. Quer me dar Feliz ano Novo, natal, o caralho a quadro, pode dar, mas escreva-o. Nem que seja somente: Feliz ano novo, seu corno mal amado. Eu vou adorar, juro!

Não consigo parar de pensar do que será a minha virada, até porque comprei uma camisa cinza bem clarinha pra usar, pelo simples fato de que eu me odeio de Branco, e não dá pra ignorar o fato de que o Branco puxa todo o flash da fotografia e ofusca todas as outras pessoas na foto. Isso ninguém sabe, né?! Vou de calça jeans também, e um sapato. Nada de bermudinha com canela aparecendo e chinelo deixando os dedos à amostra pra voltar pra casa com o pé preto de poeira de rua. Nada disso.

Em contrapartida acho que faço parte da grande minoria, se é que existe uma, que odeia esse clima de Virada ano misturado com férias, verão e carnaval. Por favor, Março. Chegue logo, já não aguento mais esse trio Natal/Reveillon/Carnaval que consegue ser mais chato que o Trio Elétrico e Claudia Leitte e derivados. Daqui a pouco o pior de todos vem, e é a hora que todas as pessoas que se vestiram de vermelho na virada começam a querer fazer pegação no Carnaval. 

Francamente... É um completo estado de insanidade mental fazer todos os dias as mesmas coisas e esperar que no ano novo as coisas mudem. Querem mudança? Comecem por vocês. Não é com roupa e pulando sete ondas que sua vida vai melhorar. E sim, sou um mau humorado, mau amado, que odeia esse clima de festança e adora ficar sozinho e acha todas essas datas comemorativas um feriado delicioso como outro qualquer, e que é um desperdício quando se cai no meio de uma semana. E ano que vem eu conto se meu ano foi feliz ou não. 

Um comentário:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...